CIENSP instala “Câmara Técnica” de Turismo e mira recursos estaduais e federais

Por antônio josé do carmo/fotos moises eustaquio - 13/05/2019 17:00

Proposta é unir municípios e desenvolver projetos regionais com recursos Estaduais e Federais  

O Consórcio Intermunicipal do Extremo Noroeste Paulista -CIENSP - realizou na tarde de hoje em sua sede em Andradina, um encontro para formar a Câmara Técnica do Turismo.

Compareceram representantes dos municípios de Andradina, Pereira Barreto, Ilha Solteira, Sud Mennucci, Itapura, Suzanápolis, Castilho, Mirandópolis e Valparaíso. Dessa lista, somente Mirandópolis e Valparaíso ainda não integram o grupo de municípios que já encaminharam documentação para serem reconhecimentos no MIT (Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo ) e MAPA do Turismo no Ministério do Turismo. Mas seus representantes prometeram preparar tudo em 45, quando termina o prazo para registro turístico dos municípios feito somente a cada dois anos.

O interlocutor regional do Turismo é Dener Campos dos Santos. Ele disse que os municípios da Alta Noroeste estavam integrando a região turística estadual do “Tietê Vivo”. Segundo ele essa entidade ainda busca uma organização jurídica. Agora o novo grupo tem o nome de “Pantanal Paulista” e já nasce com poder deliberativo. O desmembramento só foi possível na opinião de Dener, porque o Consórcio Intermunicipal CIENSP decidiu abrigar entre suas ações que já incluem Saúde, Iluminação Pública e Meio Ambiente, um setor somente para o Turismo. “Demos um passo gigantesco e estamos na frente dos outros municípios”, disse Dener.

O prefeito Otávio Gomes, presidente do CIENSP que foi representado pela diretora de Turismo Luanda Iris da Costa Arakaki, informou que a antiga associação reunia municípios como Araçatuba e Birigui, com características diferentes e demandas que não coincidiam com as dos municípios localizados na região de divisa do Estado. Com o Consórcio assumindo o desenvolvimento regional do Turismo, Gomes acredita que será mais fácil obter apoio dos governos estadual e federal, já que o departamento já nasce com CNPJ e reconhecimento como força política regional.

O secretário responsável pelo Turismo em Andradina, Hugo Zamboni, enfatizou que o empreendimento do Empresário Mário Celso Lopes prevê utilização diária do Parque Aquático por mais de 5 mil pessoas e que sua capacidade será de 10 mil pessoas. Zamboni acredita que esse projeto motivou todos os municípios da região a se unirem para oferecer novas alternativas capaz de serem integradas ao mega-projeto turístico do empresário.