Casal é preso em estacionamento de shopping acusado de extorquir carpinteiro

Por hoje mais - 29/06/2020 19:37

Um casal morador em Castilho foi preso na tarde desta segunda-feira (29), dentro de um carro no estacionamento de um shopping em Andradina. O homem e a mulher são acusados de extorquir um carpinteiro por uma dívida de drogas.

A polícia foi chamada por um representante do centro de compras e este informou que o carpinteiro seria de Votuporanga, mas estava residindo em Castilho, trabalhando numa empresa terceirizada que presta serviço ao shopping.

Segundo a solicitante, era o terceiro dia consecutivo que a vítima procurava o escritório para reivindicar os valores referentes ao acerto trabalhista, que já foram pagos. Entretanto, nesta segunda-feira, o carpinteiro acabou revelando a esse funcionário que estava sendo vítima de extorsão.

Ele disse que era mantido sob cárcere pelos acusados havia sete dias e contou que o casal estava aguardando por ele um Toyota Corolla com placa de Rolândia (PR), no estacionamento, para levá-lo.

Dívida

Ao ser comunicada do crime, a Polícia Militar enviou uma equipe ao shopping e o carpinteiro confirmou a versão. Ele estava bastante nervoso, segundo os policiais, disse que é usuário de crack e que contraiu uma dívida R$ 3 três mil em um ponto de venda de drogas em Castilho.

De acordo com ele, há sete dias dois homens foram até ao local onde está morando, a mando do casal, e mediante ameaça, o sequestraram e o mantiveram em cárcere privado em uma casa localizada no bairro Laranjeiras.

Segundo a vítima, os acusados disseram que ele só seria liberado quando pagasse a dívida.

Dinheiro

O carpinteiro disse que recentemente fez acordo na empresa onde trabalhava e as pessoas na cidade acreditavam que ele tinha bastante dinheiro para receber.

Por isso, por três vezes o casal investigado o levou até o escritório da empresa no shopping para pegar o valor quitar a dívida. Não suportando mais a pressão, nesta segunda-feira ele resolveu pedir ajuda.

Prisão

Os policiais foram até o estacionamento e encontraram os acusados dentro do carro indicado. Eles foram abordados, revistados e não traziam nada de irregular. O casal negou as acusações de extorsão ou cárcere privado, alegando que apenas deram uma carona ao carpinteiro.

Os dois foram apresentados no 2.º Distrito Policial em Andradina, onde foi constatado que o acusado já esteve preso e condenado por tráfico de drogas. A mulher também tem antecedente criminal.

Eles foram presos em flagrante pelo crime de extorsão e após serem ouvidos, ficaram à disposição da Justiça.