Auxiliares gerais são presos pela PM em Lavínia por quatro crimes

Redação c/ PM - 27/06/2022 12:52

Dois auxiliares gerais, de 55 e 58 anos, foram presos pela Polícia Militar em Lavínia, na noite deste domingo 26, um por violência doméstica, descumprimento de Medida Protetiva e resistência e o outro por embriaguez ao volante.

Tudo começou quando o cabo Lisboa e o soldado Zacarin foram acionados para atender ocorrência de violência doméstica. Uma mulher declarou que mesmo com proteção judicial, o ex-marido G. a procurou para lhe ofender e ameaçá-la de morte, iniciando uma áspera discussão e deixado o local em seguida.

Todavia, o suspeito retornou à residência de ex como carona de um veículo dirigido por um colega e ambos foram abordados pelos PMs. G. reagiu à voz de prisão e foi algemado.

Já o condutor do veículo apresentava sinais de embriaguez e também foi em cana. O teste do bafômetro comprovou isso, ao acusar 0,70 mg/l de álcool por litro de ar alveolar expelido. Lembrando que, segundo a lei esse crime é configurado quando o resultado supera 0,33 mg/l.

Os dois acusados foram encaminhados ao Plantão Policial em Andradina e autuados em flagrante. Como não pagaram a fiança para terem o direto de responder pelos crimes em liberdade o delegado os manteve presos.

OUTRO EM CANA POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Outro homem de 36 anos, morador na vila Mineira, em Andradina, também foi para atrás das grades após ameaçar a ex com uma faca, xingá-la e quebrar objetos e móveis da casa dela. O crime foi registrado pelos cabos Wander e Renata.