Autor de roubo e tentativa de assassinato a motorista de Uber é preso pela PM

Redação/foto de capa dorivaldo bernardo -22/11/2021 18:27

A Polícia Militar em Andradina prendeu na tarde desta segunda-feira 22, Vinicius de Freitas Teixeira, 29 anos, acusado de tentar matar o motorista de Uber Célio Luiz Cândido, 38, e fugir com o carro dele para o sul do País.

Segundo consta, Vinicius foi preso por ordem judicial próximo da casa onde morava, mas por outro crime cometido esse ano, o roubo de dinheiro em que primos dele figuram como vítimas e reféns.


O elemento foi capturado perto da casa onde mora, no exato momento em que seria surpreendido por oito motoristas de aplicativos, incluindo a vítima, todos revoltados com o crime que ele cometeu.

Levado para o 1º Distrito Policial, Vinicius foi transferido para a Seccional antes de ser encaminhado a uma prisão na região.

“Graças a Deus ele [Vinicius] foi preso, mas espero que a Justiça libere o outro mandado que envolve o meu caso. Se ele não tivesse sido solto depois de ter roubado os primos não teria ocorrido isso comigo”, considerou Célio, em declaração ao Jornal Impacto.


O CASO

A tentativa de homicídio contra o motorista de aplicativo ocorreu em 7 de novembro, quando Vinicius solicitou o Uber na rua Sebastião Arantes, vila Feltrin, para supostamente levá-lo a Araçatuba.

No local, o sujeito pediu ao motorista para entrar na casa e ajudá-lo a pegar alguns pertences, mas Célio desconfiou e disse que preferia aguardar do lado de fora.

Nesse momento foi seguro pelo braço e arrastado por Vinicius para o interior do imóvel e em seguida golpeado com uma barra de ferro na cabeça, costas e ombro. Célio Cândido conseguiu escapar e fugir para uma propriedade vizinha, a fim de obter ajuda.

Enquanto isso Vinicius fugia com seu Ônix, com placa do Paraná, um celular Xiaomi na cor azul e R$ 1,3 mil em dinheiro de outras corridas. A vítima foi socorrida por bombeiros e encaminhada à Unidade de Pronto-Atendimento.

Mais tarde, a CNH da vítima foi encontrada na rodovia entre Andradina e Nova Independência, próximo ao Ribeirão Moinho e entregue no Plantão Policial. Apesar de diligências, Vinicius não foi localizado à época.

O prejuízo de Célio passa de R$ 13,7 mil e até agora o motorista continua parado porque não tem condições financeiras para consertar seu veículo. Amigos estão realizando uma rifa para ajudá-lo.


Célio è esquerda e um amigo acompanham a remoção do preso