Tiro que matou a professora Angela Jorge, em Três Lagoas, atingiu o coração

Por hoje mais - 30/11/2019 13:02

Um único disparo que atingiu o coração foi à causa da morte da professora Angela Maria Jorge, de 62 anos, e ex-diretora da Escola Estadual Bom Jesus no fim da noite desta sexta-feira (29) próximo a um hotel localizado na Rua Generoso Siqueira na região central de Três Lagoas.

O autor do disparo foi identificado por Carlos Roberto Felipe. Segundo informações de uma testemunha, ele tinha um relacionamento amoroso com a vítima.

Após cometer o feminicídio, o homem tentou contra sua própria vida e encontra-se internado em estado grave no Hospital Auxiliadora após ser socorrido pela equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Foi encontrada pela Polícia Civil, dentro da carteira de Carlos, uma carta escrita a mão com os seguintes dizeres: “Foi pela pessoa que tanto amo mas não foi correspondido”.

O objeto estava no interior de seu carro, um Fiat Pálio branco encontrado estacionado próximo ao local do crime. A Polícia Civil constatou que o automóvel estava aberto e com a chave no contato.

O corpo da professora está sendo velado na Câmara Municipal de Três Lagoas. O sepultamento será as 16 horas deste sábado (30) no Cemitério Santo Antônio.