Reconduzido ao cargo, prefeito Roni dá exemplo de democracia no encontro com o vice Lúcio

Por moises eustaquio - 02/12/2019 13:26

Educada e democraticamente o prefeito Roni Ferrareze, do PV, em Valparaíso, compareceu ao executivo pouco depois de 8h da manhã desta segunda-feira 2, para reassumir o posto que lhe foi restituído pelo Tribunal de Justiça na última semana.

Acompanhado do assessor Thiago e demonstrando humildade, o prefeito Roni foi recebido por alguns munícipes em frente ao paço municipal. Posteriormente visitou todos os setores da prefeitura.


Antes de acessar ao gabinete, ele se reuniu alguns minutos com o atual secretário de Administração para detalhar sobre os próximos atos a serem adotados.

Depois de cumprimentar o vereador Kleber Lima, que permaneceu de cabeça baixa e ao celular, Roni cumprimentou o vice Lúcio Santo que por quase dois anos administração a cidade.


Pregando paz e harmonia e de forma sensata, Roni comentou o desejo de passar uma borracha em tudo que ocorreu até então, inclusive troca de farpas entre os dois, e claro, a cassação irregular promovida pela Câmara de Vereadores que lhe custou o cargo e a perda da família, segundo declarou ele. [assista ao vídeo >  https://www.youtube.com/watch?v=mhmcKdK_nDQ&feature=youtu.be]

Ainda no retorno ao gabinete, o prefeito concedeu a Lúcio mais essa segunda-feira para ele ajustar seus últimos atos frente à Administração, entre eles comunicar aos assessores diretos o livre arbítrio para permanecerem em seus devidos cargos ou se exonerarem. Todavia, será de Roni a decisão de manter os nomes ou substituir os que remanescentes.  



SEM COMENTÁRIOS

Nem o prefeito Lúcio ou o filho e vereador Kleber Lima quiseram comentar decisão dos desembargadores que culminou com a anulação do processo instaurado pela Câmara que cassou o mandato de Roni. O doutor reassume o posto nesta terça-feira 4.

POVO ACIMA DE TUDO

O vereador e pastor Manoel Messias também marcou presença na prefeitura, como vez quase que diariamente em defesa dos interesses da comunidade e em sua opinião a decisão do TJ tem que ser cumprida e quem for o prefeito a ocupar o executivo precisa administrar para o povo, independente de sigla partidária ou problemas políticos internos. “O interesse da comunidade sempre deve estar além de questões pessoais”, citou.