PM pintor com maconha na cueca, homem disparando tiros e outro com cocaína no tênis

Por redação - 01/12/2019 15:19

Durante uma fiscalização criminal pela praça de pedágio na Rondon, em Castilho, PMs surpreenderam um pintor de 25 anos, de Três Lagoas, transportando um tijolo de maconha na cueca, RS 7,00 e um aparelho celular Samsung J6.


Ele pilotava a Yamaha XT, placa DNF-1996/Paranaíba-MS, ocupada ainda por um carona. No pedágio ambos demonstraram nervosismo e foram abordados.

M. relatou que adquiriu a droga próximo à Lagoa Maior e levaria a uma mulher de cabelo amarelo que o aguardaria em frente à concessionária Safira Eventos em Andradina. O desocupado V., 19 anos, admitiu sabe que o colega transportava droga.

Ambos foram presos em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico na Seccional em Andradina e nesta segunda-feira serão encaminhados à Audiência de Custódia.

INDIVÍDUO FLAGRADO POR DISPARO DE ARMA DE FOGO


A prisão ocorreu na manhã deste domingo, na Rua Sebastião Arantes, bairro Pereira Jordão, onde R.G.D, de 51 anos, efetuava disparos com rifle CBC, calibre 22, segundo ele para testar a arma sem uso há algum tempo.

Os tiros foram disparados no fundo de sua casa e R. foi preso com base no Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/2003): “Art. 15. Disparar arma de fogo ou acionar munição em lugar habitado ou em suas adjacências, em via pública ou em direção a ela, desde que essa conduta não tenha como finalidade a prática de outro crime”. A pena é de reclusão de 2 a 4 anos e multa.

O delegado Marcelo Zompero realizou a apreensão do rifle, 11 estojos deflagrados e 43 intactos e arbitrou fiança de R$ 1.000,00, paga por familiares. Ressaltando que o rifle é devidamente registrado.     

TRÊS DETIDOS POR PORTE DE COCAÍNA

V. O.S., R.O.M.R. e F.B.C., a bordo do Honda Civic, cor prata, placa DJO-6288, de Presidente Prudente, foram detidos por porte de entorpecentes durante uma abordagem na vicinal entre Castilho e Nova Independência. O caso ocorreu no sábado.


Um deles portava uma porção de 93 gramas de cocaína num tênis e admitiu ter adquirido a droga por R$ 180,00. Segundo a polícia, fracionada a droga rendera até 200 porções para a venda.