Governo de Andradina realiza evento em homenagem às mulheres do campo

Por secom - 20/03/17 - 15:44

O Governo de Andradina através da Secretaria de Promoção a Cidadania e Direitos Humanos e do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres realizou, neste último sábado (18), na sede do CCI (Centro de Convivência do Idoso), uma manhã diferente e especial dedicada particularmente às mulheres do campo.

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher comemorado no último dia 8 deste mês a Secretaria preparou um café da manhã, que teve como lema “Mulheres de Luta”.

A convidada especial do dia foi Aparecida Gonçalves, que de 2013 a 2016 esteve à frente da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, que palestrou sobre os direitos femininos. Houve também workshop sobre autoestima, maquiagem e beleza, com a instrutora Julieth Ávilan.

O local foi preparado com mensagens de afirmação e promoção da autoridade feminina e um vídeo de abertura com depoimentos das mulheres do campo de nossa região. Houve também apresentação de dança da professora Denisy do projeto Nasce (Núcleo de Atividades Sociais, Culturais e Esportivas) e sorteio de brindes.

A prefeita, Tamiko Inoue, que acompanhou o evento, parabenizou cada uma das mulheres por sua força e esclareceu que o empoderamento através da igualdade de gêneros vem se tornando de vital importância.

“A força feminina toma cada vez mais o seu lugar no mundo e as mulheres tem se destacado em todas as áreas. O Governo de Andradina acredita na coragem e através das políticas públicas busca o amparo, a defesa e a luta pela igualdade”, afirmou Tamiko.

Para a secretária de Direitos Humanos, Paola Kotaki, a valorização das mulheres do campo é primordial. “Parte do que alimentam hoje nossas crianças na merenda escolar são produzidos pelas mãos cuidadosas dessas mulheres fortes e batalhadoras, que lidam em igualdade no campo exercendo fundamental trabalho”, relatou Paola.

Palestra

Falando sobre igualdade e equidade principalmente no campo, Aparecida Gonçalves, a Cida, destacou a resistência que a mulher tem demonstrado durante todos esses anos, desde o trabalho com os filhos, marido, em casa e as necessidades de uma política especial destinada ao cuidado para conquistas de direitos ainda não alcançados.

Cida lembrou que a luta se mantém firme porque além de resistente, as mulheres sempre tiveram um toque suave e uma percepção aguçada e doce dos aspectos da vida.

Prestigiaram ainda o evento a secretária de Cultura, Elaine Vogel, o Secretário de Desenvolvimento Agrário, Fernando Magno, o secretário de Promoção e Assistência Social, Ari Guimarães Soares, a presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres, Sandra Arces, a coordenadora de política para Mulheres, Fátima Calister, e a escritora, historiadora e pesquisadora Mariana Esteves de Oliveira.