Câmara de Andradina presta homenagem ao radialista Salvador Placco Neto nesta terça

Por redação moises eustaquio - 14/11/17 - 10:41

Em sessão solene prevista a partir das 19h30 desta terça-feira, 14, a Câmara de Vereadores em Andradina vai homenagear com a Medalha de Mérito Antônio Joaquim de Moura Andrade o radialista Salvador Placco Neto.

Nascido em Andradina em 25/11/1.944, é filho de Silvério Placco e Anestina Marques de Oliveira Placco. Casado com a professora Denir Gusmão Placco tem 3 filhos: Cynthia Valéria [casada com Valdir Gomes Duro]; Luciana [casada com José Roberto dos Santos]; e Fabiano [casado com Mariana Wingeter].

Salvador cursou o primeiro grau na Escola Estadual “Dr. Álvaro Guião” e estudou na escola técnica “Rui Barbosa”.

Qualificação profissional

Foi um dos primeiros a ser registrado como jornalista profissional em 1/9/1971 pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social em Andradina e a conquistar registro de locutor noticiarista de rádio.

De origem humilde iniciou-se no trabalho aos 14 anos, na Casa de Móveis Cruzeiro, de Isao Otsuka e na Oficina Mecânica Dom Bosco como almoxarife.

Aos 18 anos, em 1.963, prestou o serviço militar no Tiro de Guerra local sob o comando do então sargento Victorino Borges dos Santos, quando também começou a trabalhar na Rádio Andradina, na função de cobrador, passando depois a ocupar outros postos como auxiliar de escritório, locutor e redator.

Em dezembro de 1.973 passou a exercer a gerencia da emissora, função na qual permaneceu por um ano até adquirir em sociedade a emissora, desligando-se pouco tempo depois por discordar do esquema administrativo que queriam impor os demais sócios.

Em maio de 1.974, com 90% de capital próprio, constituia a empresa Plagus Indústria e Comércio de Artefatos de Ferro, que esteve sob sua responsabilidade e direção até dezembro de 1.979.

Em novembro de 1.976, convidado pelo dr. Edmon Alexandre Salomão, elegeu-se vereador e foi reeleito em 1.982. Durante doze anos como vereador ocupou funções na mesa diretora e foi líder de bancada e do prefeito e presidiu a Comissão de Justiça e Redação.

Nas eleições de 1.988 ficou como suplente e a partir daí não mais disputou eleição. Em seus mandatos sempre teve índice de presença 100% e convocado por três vezes prestou serviços à Justiça como jurado no Tribunal do Júri.

Em 1.968 atuou como colaborador, sendo repórter policial do Jornal da Região a convite do saudoso jornalista Isael Soares Fernandes. Por dois anos, 1.971/1.972, foi correspondente da Folha de São Paulo.

Nos mesmos anos foi um dos redatores do Jornal Urubupungá, órgão informativo do Lions Clube de Andradina, que teve sua participação por 15 anos, de 1.970 a 1.985. Como presidente do clube no biênio 72/73 realizou uma das maiores reuniões distritais do L-19, com a participação de mais de 500 convencionais dos estados de SP e MT.

No clube também atuou como presidente de divisão e assistente da governadoria recebeu diploma de mérito leonístico em reconhecimento aos serviços prestados à causa. Em 1.980 recebeu da Secretaria Estadual do Trabalho diploma de honra ao mérito pelo fiel desempenho de suas atividades junto à comunidade e aos trabalhadores.

Recebeu honrarias do Ministério do Exército, da Associação Paulista e do Instituto Educacional Polícia Mirim de Andradina, Corpo de Policiamento Florestal, ATC, Delegacia Regional da Federação Paulista de Natação, AACEA, Prefeitura [Mobral], Igreja Assembleia de Deus.

Em 1.970 foi designado pelo prefeito Antônio Soares de Moura Andrade relações públicas da Comissão Municipal do Mobral e em 1.973 recebeu votos de louvor da Câmara Municipal pelos serviços prestados à coletividade no programa Música e Informações.

Recebeu reconhecimento por serviços prestados ao setor policial e à coletividade dos delegados Paulo Augusto Goloni e Aércio Fávaro, diploma “Amigo do Batalhão” da PM e da homenagem do SESI no Dia do Repórter.

Como membro participou da Legião Juvenil de Andradina, Centro Cultural Brasil-Estados Unidos, Associação de Pais e Mestres, Asilo São Vicente de Paulo, Instituto Educacional Polícia Mirim, Sociedade Amigos do Tiro de Guerra, Sociedade Amigos de Bairros, MOBRAL, Comissão Organizadora do Carnaval Popular e dos festejos de aniversario da cidade, Irmandade da Santa Casa, Hospital Psiquiátrico Allan Kardec, AACEA, ATC, Clube Lagoinha, Iate Clube Urubupungá, Comissão Pró-Desenvolvimento Industrial de Andradina, FEA, Camenor, Casa do Menor, Andradina Judô Clube, além de outros.

Em 1.979 foi destacado pelo Instituto Brasileiro de Motivação no álbum “Forças Vivas da Nação”.  Salvador, que na política ficou conhecido como a voz que não se cala, teve em suas campanhas ajuda bastante importante de uma vinheta musical composta pelo saudoso Guaraçi Barreto, cantada por ele e suas filhas.

Salvador atua no rádio andradinense há mais de 50 anos e é reconhecido em toda a região pelo seu programa “Comando Andradinense de Comunicadores”, de segunda a sábado, das 7 às 8 horas. Há 16 anos presta assessoria de comunicação na prefeitura de Andradina.