Detento é morto dentro de ônibus ao tentar roubar pistola de policial

Por redação e foto de internauta - 19/05/17 - 07:56

Valdir Cândido de Araújo, 57 anos, condenado da Justiça que acabara de ganhar a liberdade provisória, foi morto a tiros por um policial militar no interior de um ônibus que trafegava pela Rodovia Marechal Rondon, na noite desta quinta-feira, 18.

Embriagado, o detento embarcou em Lavínia e passou a insultar e ameaçar de morte o PM que mora em Pereira Barreto e seguia para o trabalho em São Paulo.

Na tentativa de esquivar, o policial de 33 anos foi se sentar nos fundos do ônibus, mas assim que as luzes internas se apagaram Araújo foi ousado, se aproximou e tomou a pistola ponto 40 do soldado, que lutou com o agressor e recuperou a arma.

Para conter o detento acertou o primeiro tiro numa mão dele, mas mesmo ferido Araújo foi para cima do policial, que reagiu com mais dois tiros, atingido um braço e virilha do agressor, com ampla fixa criminal e cumpria pena na penitenciária 3 de Lavínia.

À essa altura, já com as luzes acesas, os demais passageiros entraram em pânico e o PM se posicionou na porta do ônibus. Apesar dos ferimentos, Araújo insistiu em atacá-lo e acabou recebendo maios três tiros, dessa vez no peito. O condenado morreu ali mesmo, no corredor.

Acionada, a Polícia Rodoviária encaminhou os passageiros para a delegacia de Mirandópolis onde prestaram depoimentos e foram liberados em seguida.

Outros dois presos de “saidinha” que estavam no ônibus avalizaram o depoimento do soldado e acrescentaram que Araújo bebera muito antes de embarcar.

 teste