Casal preso confessa assassinato de sem-tetos em Andradina e deve ir a júri popular

Por Da Redação - 09/08/2018 17:22

Um trabalho conjunto das polícias Civil e Militar resultou na prisão do casal suspeito de assassinar dois sem-teto em Andradina no fim de semana. Trata-se do servente Vinicius Pereira de Oliveira, 25, de Pereira Barreto, e da babá e companheira dele, Adelina Fernandes dos Santos, 33, que seria de Ilha Solteira.

Ambos foram localizados nesta quarta-feira 8 pela PM numa casa da rua Couto Magalhães, em Castilho, para onde fugiram após cometerem os homicídios.

Uma das vítimas, Dijail José da Silva, o Risadinha, 45, cego de um olho, foi morto enquanto dormia, sob efeito de álcool, em frente aos sanitários da praça central. Ele foi atingido com uma facada atrás de uma orelha e perdeu muito sangue.

Vladimir Welton da Silva, 37, foi praticamente degolado com vários golpes a faca e um pedaço de madeira também enquanto dormia, no interior das antigas instalações da Bigolin, cruzamento das ruas Bandeirante e Paes Leme.

Vinicius alegou que Risadinha e Vladimir tentaram seduzir sua companheira e por conta disso discutiu com eles no centro da praça, antes de planejar matá-los. Todos moradores de rua.

Segundo apurou o delegado da DIG, Raoni Selva e sua equipe, o casal estava no mesmo prédio onde mataram Vladimir, mas antes foi à praça tirar a vida de Risadinha.

O servente admitiu os crimes e foi encaminhado à cadeia de Lavínia, ao passo que a babá levada para Guaraçai. Ambos devem ir a júri popular.