Andradina: Criança de 4 anos morre em colisão de caminhão e bike conduzida pela mãe

Por Redação /fotos hoje mais e moises eustaquio - 11/02/2019 11:13

Uma fatalidade marcou a segunda-feira 11 em Andradina. Uma criança de 4 anos, moradora do conjunto habitacional “Álvaro Gasparelli”, morreu numa colisão com um caminhão, no cruzamento da Rua Espírito Santo com a Avenida Rio Grande do Sul, ao lado do Posto Rio Sul.

A tragédia ocorreu por volta de 7h30, no instante em que o motorista Francisco Antônio, 58 anos, deixava a cidade rumo a Santos para entregar uma carga de celulose.

Maria Fernanda Rodrigues Ribeiro, estava na garupa da bicicleta conduzida pela mãe, Darlene Ribeiro dos Santos, 25, pela rua Espírito Santo, mesmo sentido do caminhão bitrem, mas por algum motivo ela não conseguiu frear.

A mãe, que não se feriu, ainda tentou controlar a bicicleta, mas não teve êxito, acabou caindo e a criança arremessada contra o último eixo do veículo.

Nesse instante o motorista já estava concluindo a manobra de acesso à Avenida Rio Grande do Sul. “O frentista do posto gritou e parei de imediato, impedindo que a criança fosse esmagada”, relatou Francisco à reportagem do Impacto Online. Maria Fernanda ficou entre as duas últimas rodas e foi socorrida posteriormente pelo Corpo de Bombeiros, porém acabou morrendo.

“Infelizmente eu não pude fazer nada para evitar essa tragédia, estou muito triste com a situação, lamento pela criança e a família. Também estou chocado com tudo e certamente essa fatalidade vou carregar para o resto da vida, mesmo não sendo culpado”, comentou Francisco.

Há trinta anos na estrada esse foi seu primeiro acidente e a apenas duzentos metros de sua casa, no bairro Nova Canaã.

Abalada com a tragédia, a esposa de Francisco, que também é caminhoneira, disse que o marido estava feliz porque era a primeira viagem com o caminhão novo do patrão, que mora em Três Lagoas [MS].

Ela acrescentou que na mesma hora do acidente se sentiu mal quando era submetida a uma consulta médica visando procedimento cirúrgico. “Quando retornava, cerca de uma hora depois, vi o caminhão de longe e logo percebi que algo estava errado”, disse. O PM Suzuki registrou o acidente.