Justiça nega pedido de habeas corpus para vereadora acusada de chefiar crime organizado

Por radio cacula - 12/03/2019 17:44

O pedido de habeas corpus feito pela defesa da vereadora licenciada Marisa Rocha (PSB), de Três Lagoas [MS] foi negado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A defesa havia entrado com o pedido na última sexta-feira (08), na intenção que a vereadora pudesse responder em liberdade pelas acusações.

Marisa foi presa preventivamente na tarde da última quarta-feira (06), pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) nos desdobramentos das investigações da Operação Themis. Ela é acusada de ser a chefe de uma organização criminosa que realizava tráfico de drogas.

A parlamentar, que estava à frente da Secretaria Municipal de Esporte Juventude e Lazer (SEJUVEL), está no presídio feminino de Três Lagoas. Com prisão de Marisa Rocha, Cassiano Maia assumiu a secretaria de esporte interinamente.